21de Setembro,2020

Geopt.org - Portugal Geocaching and Adventure Portal

23 January 2017 Written by  InvisibleCatchers e Team Marretas

Geocaching de A a Z

Nesta edição, temos connosco mais uma visão do geocaching, de A a Z. Desta vez, rumamos ao norte do país, para conhecer em dose dupla e no feminino, como se vive e sente o Geocaching! Contamos para isso com as InvisibleCatchers. Pedimos pois que começassem por se apresentar:

As InvisibleCatchers são duas geocachers naturais de Vila Nova de Famalicão, Ana Fernandes e Adriana Paiva, esta última com fortes ligações ao Oeste, também. Partilham a mesma forma de estar e valorizam as experiências com significado e, como tal, fazem equipa.

No Geocaching descobriram uma oportunidade repleta de benefícios concentrados e continuam a praticar pelos passeios, locais a descobrir, criatividade a conhecer e convívio. Inspiradas pela dedicação e empenho de alguns owners, também elas procuram proporcionar experiências e sensações enquanto owners. Porque o Geocaching é apenas o reflexo do nosso quotidiano: recebemos experiências e proporcionamos experiências.

Feitas as apresentações, é então tempo de descobrir mais aprofundadamente o que é para elas este hobby. Assim sendo, e sem mais demoras, senhoras e senhores, o Geocaching das InvisibleCatchers, de A a Z!

A de Aventura – é garantida quando se tem os ingredientes certos: um bom local, uma boa cache, um bom conceito e bons amigos.

B de Bateria – um dos recursos obrigatórios, seja para o GPS como para a máquina fotográfica. Não queremos ficar a meio da aventura.

C de Competências – é uma das potencialidades do Geocaching: uma oportunidade para desenvolver competências em diversas áreas.

D de Desafio – optamos por experiências desafiantes, sejam elas propostas por uma cache ou por nós próprias.

E de Energia – é impossível ficar indiferente a boas propostas. Com o Geocaching, cresce a energia e, claro, a vontade para descobrir mais e mais.

F de FTF – First To Feel – é a nossa filosofia. Não se trata de rapidez nem quantidade, mas sim de momentos, sensações e descobertas.

G de GPS – Um facilitador quando se faz o found it e um obstáculo quando ela teima em não aparecer. J Mas sem os “abençoados” satélites não haveria Geocaching.

H de Harmonia – não dispensamos a boa companhia. Das melhores conquistas do Geocaching, foram sem dúvida alguma as amizades que fizemos.

I de Ideias – Ideias, Inovação são aspetos que gostamos de manter ativos no Geocaching, especialmente enquanto owners. O I pode estar também para Igrejas, considerando que elas são sempre construídas ao lado de uma cache! J

J de Jogo – para nós o Geocaching não é um jogo mas sim uma atividade cujo benefício é, principalmente, individual e não consequente de uma competição.

K de Keep Save – O Geocaching propõe desafios para todo o tipo de gostos e competências físicas. Nós optamos por um nível de terreno mais acessível, respeitando acima de tudo a nossa segurança.

L de Letterbox – É, sem sombra de dúvida, o tipo de cache que mais nos dá gosto construir por toda a potencialidade e mensagem que lhe pode estar associada.

M de Menu – Como boas portuguesas que somos, gostamos de explorar o melhor da gastronomia local… e que belas descobertas já fizemos!

N de NaturezaA essência da criação, onde encontramos o que é por si próprio. Oferecendo o privilégio do que não foi alterado ou condicionado pelo Homem. Um dos maiores benefícios que retiramos desta atividade é o contacto com a natureza e a possibilidade de apreciar o que ela tem para nos oferecer.

O de OPC – Aproveitamos para deixar um grande Obrigada pelas Caches, pois se não existissem owners, deixaria de fazer sentido definir o Geocaching de A a Z. J

P de Paraíso – alguns locais onde estivemos, podem mesmo ser considerados o Paraíso…

Q de Quilómetros – Temos um TB que conta os quilómetros que fazemos desde que praticamos Geocaching: por curiosidade, atualmente, conta com 28315,7km realizados.

R de Recordações – A fotografia dos locais, das caches, dos convívios é um dos métodos que utilizamos para guardar recordações das vivências que temos acumulado. Os momentos mais relevantes têm um registo infalível (por agora)... a memória.

S de Surpresa – O efeito surpresa continua a acontecer graças aos belíssimos recantos que temos em Portugal e à criatividade e dedicação dos owners.

T de Tempo – O nosso Geocaching é feito sem pressas. Mais do que apreciar o resultado, gostamos de apreciar o processo e isso só é possível se for dado tempo para tal.

U de Universal – Não importa a idade, o género, a naturalidade/nacionalidade, ou caraterísticas pessoais… Uma das maravilhas do Geocaching é que pode ser acessível a todos!

V de Viajar – Não há melhor forma de viajar e não há roteiro turístico melhor do que o Geocaching.

X de Xadrez - tal como o conhecido jogo de tabuleiro, também o geocaching é uma atividade recreativa, uma perfeita forma de distração para fugir à rotina do quotidiano que estimula o pensamento estratégico.

Z de Zip – É o que precisamos de fazer ao nosso ficheiro do Geocaching que contem as fotos de todas as caches encontradas.

Texto: Ana Fernandes / Adriana Paiva (InvisibleCatchers) / Bruno Gomes (Team Marretas)

 

Fotos: Ana Fernandes / Adriana Paiva (InvisibleCatchers)

Artigo publicado na Geomagazine #24.



Login to post comments
Geocaching Authorized Developer

Powered by Geocaching HQ
Geocaching Cache Type Icons © Groundspeak, Inc.
DBA Geocaching HQ.
All rights reserved. Used with permission.

Newsletter