12de Agosto,2020

Geopt.org - Portugal Geocaching and Adventure Portal

13 March 2014 Written by  Flora Cardoso

Mini Super Liga 2013: Entrevista com Gueu, Capitão dos DNF's

2013 foi o ano da grande vitória da Zona Norte no torneio Mini Super Liga Geopt! A terceira participação foi brilhante para os DNF's que conquistaram o troféu com garra e determinação! O Geopt conversou com o capitão da equipa vencedora, Miguel Miranda [Gueu], que faz um balanço da iniciativa e recorda os melhores momentos do torneio!

Os DNF's são já uma presença habitual no alinhamento da Mini Super Liga Geopt! Qual é a tua opinião sobre esta iniciativa, e onde nasceu a motivação para organizar uma equipa e participar no torneio?

Todas as iniciativas que se organizam no sentido de juntar geocachers são sempre muito boas e, como tal, este evento é uma excelente iniciativa. Espero que nunca acabe. Se eu pudesse estaria em todos os eventos, pois é assim que as pessoas se conhecem e fazem grandes amigos. A motivação para organizar uma equipa e participar neste torneio é sempre grande. Este ano, infelizmente, não podemos contar com alguns dos habituais jogadores, incluindo o nosso GRANDE CAPITÃO K!NDER, mas conseguimos colmatar essas ausências com outros jogadores que se juntaram a família dos DNF’s!

Relativamente à equipa, como foram seleccionados os jogadores? Trata-se de um grupo de amigos fora do âmbito do geocaching? Ou foi o geocaching que vos juntou?

Na equipa dos DNF’s já existia uma equipa base, que foi criada em 2011 (se não estou enganado). No ano a seguir eu entrei para colmatar algumas ausências. Tudo aconteceu num evento em Braga e é claro que eu não recusei. Este ano tivemos alguns voluntários para entrar na equipa e, como toda a gente é bem-vinda à equipa, aceitámos. Isto aconteceu depois de perguntar aos elementos mais antigos se queriam ou não jogar, pois eles fazem parte da fundação da equipa e tinhamos que lhes dar prioridade. Depois das respostas juntaram-se os novos elementos. Todos os elementos da nossa equipa se conhecem do mundo do geocaching. Acho que se não fosse isso nunca nos teríamos juntado.


Recordas-te do momento em que foste promovido a "Capitão de Equipa"? Como encaraste esta responsabilidade?

Quando soubemos que o nosso GRANDE CAPITÃO se ia ausentar, e depois de se juntarem todos os elementos que iriam participar no torneio, lançou-se a pergunta de quem iria ter a responsabilidade de substituir o K!INDER. Todos os elementos disseram que deveria ser eu. Fiquei contente pela nomeação, mas também senti uma certa responsabilidade, pois não iria ser nada fácil representar o nosso CAPITÃO HONORARIO.

Em relação ao torneio 2013, como anteciparam esta edição? Foi uma participação levada muito a sério? Houve um esforço de preparação?

Para a preparação da equipa houve esforço, mas não foi significativo. Com a ajuda de todos os elementos, tudo se faz com normalidade. Foi uma participação que foi levada a sério como também foi levada na brincadeira (basta ver algumas das fotos montagens que foram criadas no sentido de animar o pessoal e que circularam pela rede social Facebook). Depois de tudo o que aconteceu no ano passado, este ano queríamos chegar à final e então preparamos a equipa de modo a conseguir esse objetivo. Claro que tentamos sempre divertir-nos a nós e aos outros, pois o que interessa no meio disto são as amizades que são criadas nestas iniciativas.


Como correu a fase de qualificação na Zona Norte? Quais foram os melhores momentos e como recordas o ambiente entre as equipas?

A fase de qualificação da zona norte correu dentro das nossas expectativas. Estávamos ali para garantir a passagem à fase final e no início estávamos a ver as coisas um pouco complicadas, pois todos os jogos que efetuámos foram complicados, mas com o esforço de todos os nosso elementos lá conseguimos alcançar o nosso maior objetivo. Existem vários momentos que recordo, desde o ambiente entre os elementos das várias equipas que estiveram presentes e o grande fair play que houve entre eles. O almoço em que juntou alguns dos jogadores que participaram no torneio demonstrou bem a amizade entre todos, mas os maiores momentos que aconteceram foram a conversa que tive com o K!NDER via skype e sobretudo as mensagens de apoio que recebemos dele que ainda nos motivaram mais a conseguir o nosso objetivo.

Rumo à fase final, foi uma grande jornada que começou bem cedo perto das 4h da madrugada, com uma viagem bem longa e temperaturas abaixo de zero...Valeram a pena estas centenas de km e este enorme esforço colectivo para participar na Mini Super Liga?

É verdade. Ainda tentámos organizar e levar um autocarro com vários geocachers para lá, para juntar ainda mais aficionados deste hobbie, e conseguimos alguns. Fizemos contactos com empresas para saber orçamentos e já tínhamos tudo planeado mas quando fomos a confirmar, deparamo-nos com uma pessoa que andou a brincar com o trabalho e esforço feito para conseguirmos ir até à fase final mais descansados. Contudo, e segundo uma velha expressão “O que não nos deita abaixo, deixa-nos mais fortes”. E assim, o dia para nós começou bem cedo, pois tínhamos muitos km’s a fazer para conseguirmos estar presentes na final. Eram 4h da manhã quando o meu despertador tocou, a cama estava quentinha e a vontade de sair era pouca, mas tinha algo que me fez levantar e fazer a viagem. Assim que entrei no carro até me assustei com a temperatura, mas a temperatura que se faziam sentir fora do carro era contrária à que se sentia no interior do carro, pois a vontade, a animação e o ar condicionado do carro deixou-nos confortáveis. Mas o sacrifício não foi só para quem foi jogar, pois conseguimos reunir alguns amigos do geocaching para levarmos como claque da equipa dos DNF’s!

No fim de tudo, o esforço foi compensado, mas acho que mesmo que não ganhássemos o torneio teria valido a pena de igual modo. Não é o troféu que conta, conta é que nos divertimos e tentamos divertir todas as pessoas que estavam presentes. Isso era o fundamental e acho que o que compensou mais foi o convívio entre todos.


O que achaste da organização na Praia do Ribatejo? Como avalias o desempenho das equipas, dos árbitros e as condições do torneio de forma geral?

Toda a organização foi bem feita, acho que estão todos de parabéns, pois conseguir uma organização com a televisão a passar em direto não facilita nada as coisas. Isto sem esquecer do pessoal do GeoRibatejo pelo excelente almoço que nos proporcionou e onde não faltou absolutamente nada, acho que esteve tudo perfeito.

Quando nos apuramos para a fase final, não esperávamos facilidades para conseguir ganhar o torneio, e estávamos cientes das dificuldades que iríamos ter pela frente. Acho que todas as equipas deram tudo em campo e que o pessoal que assistiu ao torneio saiu de lá maravilhado, pelo menos espero que tenha sido assim, e que se tenham divertido tanto como os DNF’s. Em relação aos árbitros eu não tenho nada a registar. É normal que um jogador durante o jogo se exalte um bocado, são os ânimos quentes de quem está a lutar, mas a meu ver, eles estiveram muito bem, foram peças fundamentais no torneio e fazem parte do torneio e não foram só as equipas a brilhar, eles também brilharam. Em relação às condições do torneio há sempre equipas prejudicadas e lembro-me de alguém falar, e com razão, sobre terem de fazer dois jogos seguidos. Eu sei que não é fácil e compreendo perfeitamente essa situação, sei que nesse aspecto é muito complicado debater-se de igual para igual, mas são situações que o sorteio dita, são a sorte de umas equipas e o azar de outras, infelizmente não é possível fazer de outra forma.

Na fase final tiveram oportunidade de jogar contra outra equipa do Norte, os 20 Cachar! É difícil defrontar bons amigos quando a passagem à final está em jogo?

É verdade, amigos são amigos, e é sempre muito difícil ter de os enfrentar, pois um de nós tinha de ser eliminado. São situações complicadas e só mesmo quem as vive é que as consegue sentir. Nós tentamos sempre dar-nos todos bem, e os 20cachar já os conhecemos há muito tempo, e sempre nos divertirmos, mas ali tínhamos de lutar e tínhamos de ganhar. Apesar da alegria que sentíamos por fora, por dentro sentimos alguma angústia, pois tínhamos acabado de eliminar alguns amigos. Peço-lhes desculpa, mas eu acho que eles compreendem. Espero continuar sempre amigo deles!


Qual foi o teu sentimento no momento em que os DNF's se sagraram Campeões Nacionais 2013? É uma grande alegria, um sentimento de conquista?

O jogo da final foi muito complicado. Tenho de dar os parabéns à equipa adversária que se debateu bem e nos deu muito que fazer, apesar do resultado. Começámos logo o jogo em desvantagem e tivemos de correr um pouco atrás do resultado, o que nos deixou algo nervosos, mas com o esforço de equipa conseguimos ganhar, e assim que deram o apito final as emoções tomaram conta de nós, pois lutamos por conseguir aquele troféu, e acho que qualquer pessoa que luta por alguma coisa e consegue alcançá-la atinge o cumulo da euforia, vibra e delira com o feito alcançado. Nós não fomos excepção, vibrámos muito com a conquista. São momentos de extrema alegria.

O K!nder foi recordado e homenageado nos minutos que seguiram o apito final! O André esteve sempre convosco em pensamento durante todas as fases do torneio? É mesmo o eterno "Capitão honorário" dos DNF's?

Sim, é verdade, não só após o minuto final, mas ao longo de todo o torneio com dedicatória dos golos e das vitórias, principalmente a vitória do torneio. Ele é o principal responsável pela conquista dos DNF’s, pois foi ele quem iniciou a equipa, e devido ao grande HOMEM que é, mesmo não estando presente, fizemos questão de salientar a importância dele no seio da equipa. Sei que não pôde assistir aos jogos da fase final, mas vibrou tanto ou mais que nós com a grande vitória. Apesar da distância métrica entre nós, ele sempre esteve próximo de nós, dando o seu apoio e contribuindo de alguma maneira com incentivos à equipa, desde vídeos e frases de incentivo a todos os que estavam a jogar. Ele é e será sempre o nosso ETERNO CAPITÃO. Espero revê-lo em breve e entregar-lhe pessoalmente o testemunho da nossa conquista, pois a ele pertence. Claro que ele foi o principal homenageado, mas também queria agradecer e de certa forma homenagear alguns dos jogadores que não conseguiram estar presentes em todo o torneio ou na fase final, por questões de saúde, ou porque não estavam cá, ou porque estavam em família. A vitória é nossa. Aproveito também para agradecer às pessoas, como já referi anteriormente, que se deslocaram connosco e que tiveram de acordar muito cedo para estarem presentes na fase final e que muito nos apoiaram e até nos fizeram cartazes de apoio. A eles também lhes dedico a nossa vitória.

 
Que balanço global fazes desta iniciativa? Achas que a combinação do Geocaching e do Futebol é uma aposta vencedora no panorama nacional da nossa actividade favorita?

Eu não acho que seja só a combinação do futebol com o geocaching que saia vencedora, eu acho que a combinação de qualquer desporto com o geocaching sairia vencedora. Nem todos os geocachers sabem ou gostam de jogar futebol, acho que outras atividades desportivas poderiam ter tanto ou mais sucesso que o futebol. Haveria sempre outros aficionados da nossa atividade favorita que não participando no torneio de futebol poderiam participar se tivesse outro desporto envolvido. São ideias, e sei que para se realizar qualquer iniciativa destas exige muito esforço, trabalho e dedicação.
O balanço é positivo, acho que de um modo geral todas as pessoas se divertiram e tiveram ali um grande momento de prazer, juntando aquilo que mais gostam de fazer (geocaching) com atividades desportivas, mesmo sabendo que o geocaching também pode ser descrito como um desporto, pois chegar a algumas caches exige muito esforço físico.


Por fim, a pergunta que se impõe: Os DNF's estarão prontos para colocar o título em jogo em 2014? Ao cabo de 3 edições, o título foi conquistado pela Zona Centro em 2011, passou para a Zona Sul em 2012 e em 2013 voou até à Zona Norte!  É para revalidar?

O título vai sempre a jogo, mas tentaremos sempre revalida-lo. Sabemos que as dificuldades vão ser muitas e muitos jogos iremos ter pela frente em duas fases, onde necessariamente temos de passar a fase da região norte para depois lutarmos pelo título de campeões de 2014. Temos sempre a pressão do nosso lado, pois somos os campeões e temos de mostrar isso de jogo para jogo, temos de manter os nosso níveis de confiança no patamar adequado para conseguirmos alcançar esse título. Mas acho que temos de nos concentrar primeiro na fase regional e só depois podemos pensar alto. Como já mencionou, em 3 edições nunca a mesma equipa conseguiu ganhar o torneio, aí se vê a dificuldade do torneio e o facto de que qualquer uma das equipas poderá sair vencedora. Como tal, para conseguirmos atingir esse objetivo, temos de ir à luta e é claro que estaremos presentes, e se possível com o nosso K!NDER presente! Encontraremo-nos em breve…até lá divirtam-se e aproveitem todos os grandes momentos que vivem com este fantástico hobbie ;)!

      Muito obrigada Gueu e mais uma vez, parabéns DNF's! Até à próxima jornada Super Mini Liga!

 



More in this category: « Crónica da Final

1 comment

  • Comment Link prodrive 13 March 2014 prodrive

    Parabéns aos campeões de 2013. Marcamos encontro para a edição deste ano :)

Login to post comments
Geocaching Authorized Developer

Powered by Geocaching HQ
Geocaching Cache Type Icons © Groundspeak, Inc.
DBA Geocaching HQ.
All rights reserved. Used with permission.

Newsletter