12de Agosto,2022

Geopt.org - Portugal Geocaching and Adventure Portal

10 January 2012 Written by  António Almeida

Sensibilidade - ISO

Se estiveres ao ar livre num brilhante dia de sol de verão, provavelmente irás utilizar um par de óculos bastante escuros. Entretanto, se o céu ficar encoberto mas a luz ainda for mais ou menos forte, vais querer trocar os óculos espelhados por outros menos escuros. Essencialmente, estás a controlar a sensibilidade dos olhos à luz de forma a obteres a melhor visibilidade.

Os equipamentos fotográficos, de igual forma, também têm necessidade de diferentes sensibilidades à luz que recebem. Existe um standard representado por valores numéricos (100, 200, 400, 800, 1600…) que define qual a sensibilidade do sensor à luz designado na fotografia digital por ISO.

A sensibilidade do sensor  à luz será tanto maior quanto o valor de ISO.

Partindo da afirmação anterior, facilmente compreendes que as definições feitas na sensibilidade terão um importante impacto na AberturaVelocidade do Obturador (tempo de exposição). O ISO é o terceiro parâmetro que falta para abandonares definitivamente os modos automáticos e iniciares o controlo total do equipamento com o objetivo de obteres aquelas composições que te fazem dizer Woooowwww…

Ruído

Quanto maior for a sensibilidade, o ISO, maior é quantidade de ruído (aqueles pontinhos inestéticos existentes nas fotografias noturnas, e não só…). Aqui o truque consiste em encontrar um equilíbrio entre Abertura, Velocidade Obturador e ISO para os resultados desejados.

Observa a fotografia da rosa, tirada com uma sensibilidade de ISO 200, e as diferenças em detalhe entre esta, a ISO 1000 e a ISO 3600. O ruído aumenta conforme a sensibilidade deteriorando a qualidade da composição. Agora imagina, não o detalhe duma rosa que poderá não ser muito importante, mas uma composição dum grupo de 50 Geocachers presentes num evento – a cara de cada Geocacher poderá ficar impercetível pelo excesso de ruído arruinando completamente a fotografia.
Há situações que o ruído confere um toque especial à composição, mas este artigo não se enquadra nestas questões, pelo que o ideal, pelo menos para iniciação, será tomar o principio de utilização da sensibilidade mais baixa possível aumentando-a apenas sendo necessário.

Auto ISO

Então, queres ser tu a decidir o resultado da fotografia ou vais entregar o ouro ao bandido?
Certamente haverá muitos entusiastas que defendem que não terá qualquer problema até porque o equipamento deles faz fotografia a ISO elevados com composições mais limpas que um ISO 100 duma compacta, mas este não será o exemplo da maioria dos Geocachers e não podes correr o risco de ficares com uma má paisagem feita com a correta abertura e velocidade de exposição só porque a máquina resolveu elevar a sensibilidade e aquele horizonte tem mais ruído que um televisor pessimamente mal sintonizado.
Consulta lá o manual do equipamento (já o deverias ter feito) para saber como controlar manualmente a sensibilidade – definitivamente foge do “AUTO ISO”.

Alguns exemplos

  • Paisagem

    Como já estás careca de saber, aqui deverás utilizar a menor abertura possível (f-stop maior) para obter a máxima profundidade de campo possível.
    O objetivo é uma composição nítida e completamente limpa de ruído, ou seja, ISO 100 ou 200.
    Existindo a forte possibilidade de disparar com baixa velocidade, o tripé ou algo para imobilizar a máquina pode ser necessário.

  • Retrato

    Aqui queres uma Abertura intermédia, f/8, por exemplo. A velocidade do obturador não poderá ser muito baixa pela dificuldade em manter a pessoa/assunto suficientemente imóvel. O ISO…
    Isso pergunta-se? Tu queres arriscar em encher a carinha laroca da pequena cheia de pontinhos? Nãããã – ISO 100 ou 200.

  • Noturno ou interiores

    Aqui queres uma Abertura intermédia, f/8, por exemplo. A velocidade do obturador não poderá ser muito baixa pela dificuldade em manter a pessoa/assunto suficientemente imóvel. O ISO…
    Aqui elevadas sensibilidade dão cartas e podem evitar a utilização de flash.
    FIXA ISTO: (evitar a utilização de flash)
    Se fores ao Oceanário, a primeira coisa que te dizem: “Fotografia apenas sem flash”
    Nestes cenários, igrejas, obra de arte, deve utilizar um ISSO mais alto.

Conhecer o equipamento

Aqui queres uma Abertura intermédia, f/8, por exemplo. A velocidade do obturador não poderá ser muito baixa pela dificuldade em manter a pessoa/assunto suficientemente imóvel. O ISO…
A melhor forma para saberes identificar até onde pode ir com o teu equipamento, é experimentar. Faz este pequeno exercício.

Escolhe um assunto, coloca a máquina em prioridade à abertura (A ou Av), define a abertura ideal, coloca a máquina no ISO mais baixo, e fotografa. Aumenta gradualmente o ISO até ao máximo disponível e faz várias fotografias. No final, já no PC, compara com atenção as diferentes imagens…
Ficas a saber o que contar com o teu equipamento.



5 comments

  • Comment Link Gonçalo André 22 January 2012 skimaster

    Muito bom e simples! Parece quase o manual de fotografia para geotótós! Sendo eu um, agradeço imenso as dicas! Vou esperimentar tudo isso, algo que tenho tentado... sem grande sucesso! O que vale é que já não se pagam os rolos!

  • Comment Link Oscar Migueis 14 January 2012 migueis

    +1

  • Comment Link Edgar
Silva 13 January 2012 GeoKolob

    [quote name="Lusitana Paixão"]Edgar, na Home Page, menu Lazer > Fotografia, todo o mini-curso à distância de um clic!!! ;-)[/quote]
    Obrigado Flora ;-)

  • Comment Link FloraCardoso 13 January 2012 Lusitana Paixão

    [quote name="GeoKolob"]Há algum local onde se encontram reunidos todos os artigos que têm vindo a ser publicados desta série?[/quote]

    Edgar, na Home Page, menu Lazer > Fotografia, todo o mini-curso à distância de um clic!!! ;-)

  • Comment Link Edgar
Silva 13 January 2012 GeoKolob

    Há algum local onde se encontram reunidos todos os artigos que têm vindo a ser publicados desta série?

Login to post comments
Geocaching Authorized Developer

Powered by Geocaching HQ
Geocaching Cache Type Icons © Groundspeak, Inc.
DBA Geocaching HQ.
All rights reserved. Used with permission.

Newsletter